Mai
08
2011

Municipais 2011

Como cada quatro anos (igual que há quatro anos, vaia), vou tentar fazer um pequeno seguimento das eleiçons municipais da Estrada, e dado que hoje começa a campanha é o dia escolhido para ponher-se a isso.Nom é que haja muito que dizer polo momento, mas vou soltar aquí as ideias que me venham á cabeça. Dizer também que vou tentar ir a todos os mítins que se façam na parróquia, tanto de PP, como de PSOE e BNG (se os há, claro, que nom o sei) que começarám hoje co do alcalde e alcaldável do PSOE. Imos aló co conteúdo.

Os candidatos:

Por parte do PSOE temos ao actual alcalde, José Antonio Dono, ao que já conhecemos todos. Eleiçom lógica, e o único dos tres que recunca. Que oferece? Pouca cousa. A lista anovou-se bastante, ainda que o núcleo da mesma segue, en esência, igual. Quitarom á concelheira de Urbanismo, suponho que para nom ter á persoa que em quatro anos nom foi quem de levar adiante o PGOM.  Se nos guiamos polo trabalho realizado á fronte da alcaldia durante os últimos quatro anos podemos resumi-lo em:

  • Prometeu aprovar o PGOM num ano. E quatro anos despois nom está. Muitos intentos, e muito trabalho, todo há que dizer, mas nom está rematado. Pode que, de recucar na alcaldia, se aprove em menos de meio ano, dado o avançado do tema e que (para algúns está claro), a conselharia nom lhe deu ainda o aprovado provisório para tentar ajudar ao PP local nesta carreira. Certo, mas a promesa leva tres anos de atraso.
  • A gestióm interna do concelho tampouco é que milhorasse. Seguem a meter gente a dedo, nomes que sabemos muitos, e nom se ve que aproveitem o persoal que tenhem, que é muito, mas necesário, ainda que mais necesário é que travalhem como deveram. O trato aos vizinhos na casa consistorial segue a ser bastante ruím, e o eficiência em certas áreas pode-se dizer que empiorou.
  • No plano cultural mais do mesmo. Nom atopei um cámbio substancial respeito do que fazia o governo anterior. Bem, antes todo o trabalho anual de Cultura era adicado á rapa e agora adica-no á rapa e mais ao Festiclown. Por nom entrar na polémica das festas da Estrada
  • Actuaçons na vila: um par de semi-peonalizaçons, nom sei que história da traida do Úmia e a reforma da praça do mercado.
  • Actuaçons no rural: um par de beiraruas e pouco mais. Agora nom sei fixo se meterom saneamento nalgumha aldeia, mas penso que sim. Ainda que isso nom estou certo se se lhe atribue ao PSOE ou á concelharia de Rural do Bloque.

No PP temos como candidato a José López, de quem já se falava nas anteriores eleiçons como possível candidato e deputado autonómico desde esta legislatura. Empregado de banca em excedência. Em termos prácticos leva a fazer de chefe da oposiçom no concelho toda a legislatura. As ideias que está a proponher merecem umha entrada á parte, ainda que estám a ser bem rebatidas por PSOE e BNG. Tem no seu web eleitoral um listado de 100 razóns para o cámbio, que serám analisadas com detalhe (se nom as 100, sim as mais importantes)

E por último, mas nom por isso menos imprtante, toca falar do BNG. O candidato á alcaldia é Xosé Manuel Magariños, actual chefe da executiva local. Engenhéiro Técnico Forestal e profesor de ensino secundário. Ainda que leva travalhando muitos anos no partido nunca entrou no listado de aspirantes a concelhal. Mas este ano a lista do Bloque sofre umha anovaçom profunda. nos postos de saida só repite Maribel Ruiz, até agora concelheira de Facenda e Contas. O resto novidades, ficando os anteriores concelhais nos últimos postos da lista. De facto, estám apoiando a lista, seja nos últimos postos ou de suplentes, todos os que algumha vez foram concelhais do BNG. Polo momento estám a publicar umha série de mini-boletíns sobre actuaçons realizadas pola sua área de governo nas distintas parróquias e tenhem publicado o programa, que também será analisado com calma noutra entrada. Entre as actuaçons de governo realizadas podemos destacar o apoio á criaçom da cooperativa Monte Cabalar e o apoio á Cidade do Móvel. Também algumhas menos vistosas, mas também importantes como a posta em valor das fontes e lavadoiros espalhados polo território ou a criaçom do roteiro Castelao, por exemplo.

Bem assim como inroduçom nada mais. Só dizer que a única web do PSOE local que atopei foi esta. Nom sei no resto das áreas, mas no que se refire a introduçom no mundo digital vam de últimos. E é umha mágoa, já que nom podo atopar o prorama na internet, cousa que é mui triste a dia de hoje.

Written by chimpin in: Geral |

Non hai comentarios

RSS feed for comments on this post.

Sorry, the comment form is closed at this time.

Powered by WordPress | Aeros Theme | TheBuckmaker.com WordPress Themes